Le Tivo, ou o que os franceses chamam ao TiVo.

Citando o Observador: “No próximo ano letivo, as escolas podem integrar uma disciplina de “Introdução à Cultura e às Línguas Clássicas” ou variantes no seu currículo. A iniciativa será apresentada na sexta-feira em Coimbra.”

“Lectivo”: do latim “lectus”.
“Letivo”: ????

Esta disciplina encarregar-se-á de explicar em detalhe aos estudantes o crime aleatório contra a língua que acabou de ser cometido. A espiral de ironias é simultaneamente hilariante e trágica num grau de requinte ao nível de um sitcom.  Ainda assim, é uma boa notícia, mesmo revelando o desvairo reinante ao ponto da caricatura.
Parece que já ouço a aula: “Esta palavra foi-se transformando durante Séculos e gerações, por sedimentação gradual da relação entre a fonética e a escrita… até que um dia vieram uns senhores de gravata e assinaram uns papéis a privatizar a palavra a partir de cálculos algorítmicos”.
shitlondon_missingcat
Advertisements